Miradouro de São Pedro de Alcântara

R. São Pedro de Alcântara

É difícil acreditar que grande parte do que é hoje um dos maiores espaços públicos de Lisboa, com as mais grandiosas vistas, esteve abandonado por anos. Especialmente o nível mais baixo, um dos muitos lugares em Lisboa que foram recuperados durante o renascimento dos quiosques da cidade no século XXI. Como um Lisboeta, nascido e criado, fico sempre um pouco emotivo quando, descendo a rua de Príncipe Real para o Chiado, o horizonte apenas se expande.

 

Casa Achilles

Rua de São Marçal, 194

Esse fabricante de ferragens de móveis, fundado em 1905, é uma verdadeira jóia de artesanato e tradições. Embora possa parecer que o tempo parou, a Casa Aquiles atende clientes de todo o mundo, muitos em busca de uma época há muito esquecida.

 

Travessa do Abarracamento de Peniche

Uma das ruas com o nome mais incomum de Lisboa, associada ao Regimento do Exército de Peniche, nomeada por Marquês de Pombal logo após o Terremoto de Lisboa de 1755 – foi aqui que as tropas se estabeleceram. No século XXI, a rua ficou conhecida por seu mais famoso morador: um dos maiores intelectuais de Portugal e do Brasil, Agostinho da Silva.

 

Fox Trot

Travessa de Santa Teresa, 28

Um dos bares de drinks mais antigos e amados de Lisboa. Perfeito para dias frios e chuvosos.

 

Gabinete

Rua Ruben A. Leitão, 2

A editora de edições limitadas e loja fundada em 2015 por Delfim Sardo, João Loureiro e Rui Abreu Dantas disponibiliza o trabalho de artistas portugueses para uma audiência mais ampla.

 

Bonsai

Rua da Rosa, 244

O restaurante japonês mais antigo de Lisboa. Sempre uma delícia voltar aqui.

 

Convento dos Cardaes

Rua de O Século, 123

Esse convento do século XVII sobreviveu ao terremoto de 1755 e hoje abriga uma comunidade de freiras dominicanas. Elas fazem um trabalho maravilhoso tanto oferecendo abrigo para mulheres deficientes quanto com um público mais amplo através de atividades culturais e gastronômicas.

 

Carpe Diem Arte e Pesquisa

Rua de O Século, 79

Desde que esse espaço de arte contemporânea foi fundado, em 2009, no Palácio de Pombal, a cena artística de Lisboa nunca esteve melhor.

 

Jardim Botânico de Lisboa

Rua da Escola Politécnica, 56/58

Projetado no século XIX, o jardim botânico científico de Lisboa tem uma coleção de espécies do mundo todo e é único na Europa. Atualmente está fechado para revitalização, mas reabrirá em breve.

 

 

Cedro de Príncipe Real

O monumento de 145 anos e 25 metros Cedro-do-Buçaco (Cupressus lusitanica, também conhecido como Cedro Branco ou Cedro-de-Goa) é a árvore mais amada de Lisboa.

 

Confeitaria Cister

Rua da Escola Politécnica, 107

Uma das confeitarias tradicionais da região e com o maior estoque de Lisboa.

 

Copenhagen Coffee Lab Lisboa

R. Nova da Piedade, 10

Portugal ostenta o café expresso mais barato do mundo, mas, na grande maioria dos locais no país, a qualidade do café é mediana na melhor das hipóteses. O Copenhagen Design Lab de Lisboa demonstrou que excelência pode e deve ser algo a perseguir.

 

Príncipe Real Enxovais

Rua da Escola Politécnica 12

Um fornecedor de enxovais, discreto mas de primeira linha, cujos clientes antigos incluíam a maioria da elite de Portugal, a realeza europeia e estrelas de Hollywood.

 

Cinemateca Portuguesa Museu do Cinema

Rua Barata Salgueiro, 39

A Cinematheque Portuguesa e Museu do Cinema nacional exibe filmes de excelência seis vezes por semana.

 

Fotografias: Pedro Sadio – Ilustração: Raul Gastão